Como separar corretamente o lixo para reciclar?

Que tal rever alguns hábitos e tomar atitudes mais sustentáveis neste ano que se inicia? Cuidar da alimentação, praticar atividades físicas, ser um consumidor mais consciente, e ter uma relação mais sustentável com a sociedade e o meio ambiente são exemplos do que podemos fazer por nós mesmos e para nossa comunidade.

A preservação do meio ambiente depende de pequenas atitudes diárias e individuais, que, quando somadas a outras pequenas atitudes, formam uma grande rede de proteção e cuidado ambiental. Reciclar o lixo é uma dessas atitudes simples e possíveis de realizar no dia a dia, mas que fazem grande diferença para a saúde do planeta, pois, além de dar um destino correto e mais ecológico aos resíduos que produzimos, ainda proporciona emprego e renda a milhares de famílias.

De acordo com a última pesquisa Nacional de Saneamento Básico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em torno de 180 mil toneladas de resíduos sólidos são recolhidas no País diariamente. E esses materiais podem ser matéria-prima para produção de novos produtos ou podem ser usados como fonte de energia. Ainda segundo essa pesquisa, mais da metade desses resíduos é jogado em lixões a céu aberto sem nenhum tratamento, gerando um prejuízo de mais de R$ 8 bilhões ao ano.

Atualmente, menos de 20% das cidades brasileiras oferecem o serviço de coleta seletiva. Com a separação é possível reutilizar e reciclar os materiais descartados, e ainda separar matéria orgânica para compostagem, reduzindo o volume de rejeitos e resíduos nos aterros sanitários, diminuindo, assim, o impacto ambiental.

 

O QUE PODE SER RECICLADO?

Muitos materiais podem retornar à cadeia produtiva para virar o mesmo produto ou produtos diferentes dos originais, por exemplo: folhas e aparas de papel, jornais, revistas, caixas, papelão, PET, recipientes de limpeza, latas de cerveja e refrigerante, canos, esquadrias, arame, os produtos eletroeletrônicos e seus componentes, embalagens em geral, entre outros.

 

O QUE NÃO PODE SER RECICLADO?

Papéis como: papel-carbono, etiqueta adesiva, fita crepe, guardanapos, fotografias, filtro de cigarros, papéis sujos, papéis sanitários, copos de papel.

Plásticos de cabos de panela e tomadas.

Metais de clipes, grampos, esponjas de aço ou canos.

Espelhos, cristais, cerâmicas, porcelana.

As pilhas, lâmpadas e baterias de celular devem ser devolvidas aos fabricantes ou depositadas em coletores específicos.

 

COMO SEPARAR O LIXO DOMÉSTICO?

– Tenha uma lixeira específica para lixo orgânico e outra para lixo seco. Se possível, separe os recicláveis de acordo com o material (separe plásticos, vidros, papéis e latas).

– Lave e seque as embalagens antes de colocá-las na lixeira.

– Os papéis devem estar secos, podem ser dobrados, mas evite amassá-los.

– Vidros quebrados ou materiais cortantes devem ser embrulhados em papel grosso ou papelão e colocados em caixa, de preferência com a inscrição “Vidro quebrado”, a fim de evitar acidentes.

– Não misture garrafas ou outras embalagens de vidro com vidros planos.

– Fique atento ao dia de coleta seletiva no seu bairro ou chame coletivos ou catadores de recicláveis para que busquem o material separado em sua casa.

 

Como reciclar o lixo; como separar o lixo corretamente

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *