Conheça 5 itens high tech que deixam sua casa mais moderna e funcional

O futuro já chegou! Ainda não convivemos com carros voadores e robôs empregados, como Os Jetsons, mas já podemos contar com algumas mordomias que a tecnologia proporciona. As maravilhas high tech não param de chegar ao mercado, e muitos produtos, que antes eram exclusivos para milionários, hoje estão à venda em lojas de varejo, acessíveis para muitas pessoas. Conheça alguns itens que deixarão sua casa moderna e facilitarão seu dia a dia com conforto, funcionalidade e segurança.

Vaso sanitário ecológico

Atualmente, há muitas opções de vasos sanitários sustentáveis. Alguns economizam até 70% de água por acionamento de descarga, outros reutilizam a água da pia, há também os com assento com sensor e aquecedor, com filtros desodorizantes e ducha higiênica embutida.

casa moderna

 

Limpador de janelas automático

Um pequeno robô que limpa vidros e janelas gastando pequena quantidade de solução de limpeza parece um sonho, não é mesmo? Mas ele existe (e custa em torno de R$ 2 mil)! Acionado por controle remoto, o robozinho tem sensores para desviar das bordas e calcular a superfície que deve ser limpa.

casa moderna

 

Eletrodomésticos inteligentes

Geladeira com acesso à internet para pesquisar, entre outras coisas, receitas com ingredientes disponíveis em casa, e que emite alertas de vencimento dos produtos guardados nela; aspirador de pó que desvia de obstáculos e limpa sozinho uma casa inteira; lavadora de louça que calcula o ciclo de lavagem, o tempo e a quantidade de água e sabão, automaticamente, de acordo com a quantidade de peças… tudo isso já existe e pode ser encontrado ao lado de eletrodomésticos comuns nas lojas da sua cidade.

casa moderna

 

Chuveiro inteligente

Os chuveiros tradicionais são responsáveis por cerca de 80% do consumo de água de uma residência, gastando em torno de 45 litros em 15 minutos. Mais que economizar na conta de água, o chuveiro inteligente permite gravar até cinco programas de banho, controlando o tempo e a temperatura, além de emitir avisos de consumo (sonoros ou luminosos) em intervalos de tempo programados.

casa moderna

 

Automação

Sistemas de automação residencial permitem que você acione e controle o funcionamento de diversos aparelhos domésticos – desde a cafeteira até o ar-condicionado, passando por lâmpadas e cortinas, por exemplo – através de computadores, tablets ou smartphones. Portas e portões também podem ser abertos por radiofrequência via smartphone, o que garante mais segurança ao entrar e sair.

casa moderna

 

Você já tem algum desses gadgets em casa? Qual seria perfeito para deixar sua rotina mais prática? Deixe seu comentário e compartilhe sua ideia sobre esses dispositivos coma  gente.

 

Ela decide! O que as mulheres priorizam na compra de um imóvel

No fim de 2016, uma pesquisa apontou que 65% das mulheres casadas estão à procura de um imóvel para comprar. O aumento da participação das mulheres no orçamento da família, a capacidade de observação e o poder de realizar múltiplas tarefas são fatores que contribuem para esse número. A compra de um imóvel nunca é uma decisão tomada por apenas uma parte do casal, obviamente, mas as mulheres vêm, cada vez mais, dando a última palavra na escolha.

 

EMPODERAMENTO FEMININO E A OPÇÃO DE COMPRAR UM IMÓVEL

A inserção da mulher do mercado de trabalho foi, além de uma necessidade do mercado do período entre guerras e no pós-guerra, um movimento político, econômico e social. As lutas dos movimentos feministas também têm papel determinante nessa mudança de postura da mulher tanto dentro do casal e da família quanto na sociedade.

Desde o início do século XX, o número de mulheres no mercado formal de trabalho cresce exponencialmente e, mesmo que ainda haja luta para equiparação salarial, as conquistas já são inúmeras. No Brasil, há dez anos, 40,8% do mercado formal de trabalho era ocupado por mulheres. Hoje, esse número beira os 45%. O valor da renda média das mulheres em relação às dos homens também vem aumentando gradativamente. Atualmente, as mulheres são cerca de 50% da população economicamente ativa do País, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Também segundo o último censo do IBGE: 38,7 domicílios têm mulheres como principal provedor e mais de 40% das mulheres vivem criam seus filhos sem a presença de um marido ou companheiro.

A decisão de comprar um imóvel parte, na maioria das vezes, das mulheres, que buscam um investimento seguro em longo prazo e um lugar perfeito para viver, tomando a frente da escolha e das negociações.

 

O QUE AS MULHERES BUSCAM EM UM IMÓVEL

Muito mais observadoras que os homens, as mulheres dão mais valor ao acabamento, aos detalhes e ao estado de conservação do imóvel. Número e tamanho dos cômodos também são muito importantes para elas na hora de decidirem.

Outros fatores que determinam a escolha de um imóvel:

 

Localização e Acesso

O imóvel deve ficar em um bairro com vias de acesso amplas, bem sinalizadas e sem fluxo intenso, que facilitem chegadas e saídas no dia a dia.

 

Comércio

Comércio diversificado é importante para a escolha. As mulheres dão preferência a imóveis com farmácia, padaria e supermercado próximos.

 

Lazer

As mulheres preferem bairros ou regiões com opções de lazer, como parques e praças, para que ela e sua família possam realizar atividades ao ar livre, como caminhadas e piqueniques.

 

Proximidade com o trabalho

Nas grandes cidades, o tempo médio gasto com o deslocamento entre casa e trabalho pode chegar a 45 dias por ano. Passar menos tempo no trânsito e aproveitar essas horas realizando outras tarefas, indo à academia ou simplesmente relaxando.

 

Escolas e universidades

Do mesmo modo que é importante estar perto do trabalho, a distância entre o imóvel e a escola dos filhos, universidades ou outras instituições de ensino que a mulher frequente é fundamental na hora da escolha.

 

Segurança

Morar em um bairro e condomínio seguros dá a tranquilidade necessária para se viver com tranquilidade. Por isso, “segurança” é o item citado por 80% das mulheres que desejam comprar um imóvel.

 

Preço justo

As mulheres não se importam somente com o valor final, o mais importante é que o imóvel esteja em ótimas condições, com excelente localização e o bairro apresente boa infraestrutura e perspectivas de crescimento, justificando o preço cobrado.

 

compra de um imóvel

Decora fácil: Dicas para decorar a casa!

decorar-a-casa

decorar-a-casa

 

Não sofra na hora de fazer mudança! Algumas dicas para ajudar você a não desperdiçar tempo nem dinheiro

Há os que adoram e os que detestam fazer mudança, mas entre todos há um consenso: é uma tarefa que exige organização e cuidado para não se perder tempo nem dinheiro. Mais que encaixotar os pertences e delegar funções, é preciso observar alguns pontos para não esquecer nada nem carregar objetos que podem ser descartados.

Organização é a palavra-chave para evitar dor de cabeça antes, durante e depois da mudança de casa. Por isso, crie listas de tarefas e itens para lhe acompanhar todo o tempo. Para facilitar, confira nossa lista abaixo:

mudanca-de-casa

Planeje a disposição dos móveis e decoração na nova casa

Faça um mapa, mesmo que em forma de esboço, dos cômodos do novo lar e de como deverão ficar os móveis. Meça o que você já tem e veja os espaços disponíveis. Assim, você evita transportar um móvel que não será mais usado e já destinação correta a ele.

 

Encaixotando

Numere e organize as caixas por utilidade e/ou cômodos e etiquete cada caixa. Se puder especificar o conteúdo das caixas, melhor ainda! Por exemplo: “Quarto do João – roupas de cama”. Isso facilita na hora de distribuir as caixas na casa nova. Usar cores diferentes para cada cômodo também facilita o reconhecimento.

Roupas de cama da estação oposta, objetos de decoração e outros itens, como livros que não são tão utilizados, podem ser guardados antes.

Faça uma lista do que tem em cada caixa.

 

Pratique o desapego

Não há necessidade de se guardar roupas ou sapatos que ninguém usará mais. A regra básica é: não foi usado em um ano, pode ser doado. Aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos quebrados, muito desgastados e que estão há muito tempo guardados, esperando um conserto que nunca foi realizado, também podem ser doados ou descartados corretamente.

 

Dê uma função a cobertas e bichos de pelúcia

Cobertores, edredons e pelúcias fofinhas são ótimos em fundos de caixas para proteger objetos mais frágeis, como luminárias e peças de decoração.

 

Cuidado com peças frágeis

Espelhos, vidros, cerâmicas etc. devem ser embalados um a um. Não economize no plástico bolha, no papel pardo e no papelão!

 

Escolhendo a transportadora

Busque referências com antecedência e desconfie dos preços muito baixos. Leia atentamente o contrato e certifique-se de que estará assegurado em caso de extravio de algum objeto. Acompanhe a carga e descarga do caminhão e coordene a colocação das caixas nos cômodos corretos.

 

Tenha um kit com itens de primeira necessidade

Separe o necessário para passar uma noite antes de conseguir desencaixotar tudo: uma muda de roupa para cada pessoa da família, além de toalhas de banho, pijamas e roupas de cama; comidas que não precisem de refrigeração nem de fogão para serem feitas; abridor de latas, pratos, copos, talheres; e produtos de higiene pessoal.

 

Desencaixotando

É hora de utilizar a lista que fez quando encaixotou e que vai auxiliar a colocar cada caixa no seu ambiente e a determinar a prioridade de cada uma.

 

Outras dicas importantes

– Consuma ou doe alimentos perecíveis antes de se mudar;

– Sempre que possível, guarde aparelhos eletrônicos nas caixas originais, juntamente com seus cabos e manuais;

– Se for desmontar armários, numere as partes e faça um desenho para facilitar a montagem e guarde parafusos e pinos em saquinhos bem presos a uma das partes;

– Coisas pequenas e leves, como lingeries, meias e bijuterias podem ficar nas gavetas, mas lembre-se de plastificar bem cada gaveta separadamente!

 

mudanca-de-casa

 

Por que os apartamentos pequenos são mais comuns?

“Tudo muda o tempo todo no mundo”, fala a canção. E isso diz respeito também às necessidades, aos gostos e aos sonhos das pessoas, e se reflete na criação de tendências, na disposição espacial e no modo como nos relacionamos com os outros e com os espaços. Essas mudanças também implicaram na arquitetura e a construção civil, que se adaptaram para comportar as necessidades das famílias, hoje mais próximas de apartamentos pequenos e práticos do que aqueles grandes e caros.

Por essa razão podemos afirmar que os apartamentos diminuíram com o passar dos anos porque as famílias diminuíram, assim como a rotina dessas famílias mudou. Além disso, já somamos mais de sete bilhões de pessoas no mundo e é preciso repensar a ocupação dos espaços para que o mundo não entre em colapso em breve.

Hoje, as pessoas prezam por funcionalidade, mobilidade, ambientes compartilhados e melhor aproveitamento dos espaços. Há alguns anos, apenas o “pai de família” passava o dia trabalhando fora, hoje, o casal e as crianças estão atarefados na maior parte do dia, e o convívio dentro de casa se resume a algumas horas. Segundo o IBGE, o número de filhos por casal caiu de 5,5 para menos de 2 em 50 anos. Os jovens já não esperam mais pelo casamento para sair de casa, aumentando o número de gente que mora só e não havendo razão para tantos quartos em um apartamento.

apartamentos-pequenos

Veja o que mudou para criar apartamentos pequenos

 

Número de quartos 

Com famílias menores, apartamentos de dois ou três dormitórios acomodam todos os moradores com conforto e sem desperdício de espaço. O tradicional quarto de hóspedes também já não é mais necessário.

Escritório / home office 

Em tempos de computadores compactos, tablets e e-readers, não há mais a necessidade de se ostentar inúmeros volumes de enciclopédias e livros de consulta em uma biblioteca ou escritório doméstico, e esses espaços se transformaram em práticos home offices, que muitas vezes são apenas um cantinho na sala.

 Dependência de empregada 

O aumento da categoria diarista fez com que o número de empregados domésticos que dormem no emprego passasse de 22% em 1994 para apenas 2% em 2014 – de acordo com o Dieese. Assim, não há mais razão para dependências de empregada nas novas construções.

Banheiro e cozinha 

Estrutura tradicional em banheiros antigos, o bidê foi trocado pela ducha higiênica, e o alto custo de materiais de acabamento, como revestimento, louças e metais, fez com que os banheiros ficassem menores e mais funcionais. O custo elevado do acabamento e dos encanamentos também é um dos motivos da diminuição das cozinhas. Alguns móveis antes importantes, como uma grande mesa ou muitos armários para toda a família, já não têm mais função.

Conceito aberto 

Se o tempo de convívio familiar diminuiu, aproveitar ao máximo essas horas é muito importante. Desse modo, ambientes conjugados, que integram cozinha e salas, por exemplo, permitem que as pessoas estejam próximas mesmo realizando diferentes atividades no lar. As paredes caíram, dando lugar a espaços compactos e agregadores.

Condomínio 

Se, por um lado, os apartamentos diminuíram, os condomínios cresceram, suprindo muitas necessidades de lazer e convívio, com estruturas e ambientes para pessoas de diferentes idades. É comum encontrar lounges, playgrounds, salões de festa, academias, piscinas, brinquedotecas e jardins, em um único condomínio.

 

apartamentos-pequenos

Apartamentos adequados a sua necessidade

Agora que ficou claro porque os apartamentos diminuíram é importante encontrar um que se adeque às suas necessidades. Os apartamentos do  Residencial Villa de Areias contam com 2 dormitórios e uma infraestrutura no condomínio que valoriza o convívios.

 

apartamentos-pequenos

Quer facilidade e segurança? Conheça o financiamento direto da OK Construções

É cada vez maior a oferta de financiamento de imóveis por bancos e financeiras, no entanto, mesmo com mudanças implantadas pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) em 2016 que incluíram novas categorias de compradores nas linhas de crédito da Caixa Econômica Federal, há um número crescente de pessoas que preferem negociar diretamente com a construtora, principalmente para fugir dos prazos e da burocracia dos financiamentos bancários.

 

POR QUE FINANCIAR DIRETAMENTE COM A CONSTRUTORA?

Quem já possui imóvel próprio não pode financiar pelo SFI. Para essas pessoas, financiamentos com a construtora são especialmente atrativos, pois permitem a aquisição de bens para investimentos.

Além disso, as construtoras exigem menos pré-requisitos do comprador. Com menos exigência, o processo se torna mais rápido.

A flexibilidade das parcelas; a facilidade no pagamento, com entrada e parcelas de acordo com a necessidade de cada comprador; e saldo devedor com juros competitivos, pago em até 180 vezes, também são outros atrativos.

 

FINANCIAMENTO DIRETO COM A OK CONSTRUÇÕES

Quem deseja adquirir um imóvel na OK Construções conta com inúmeras facilidades, financiamento personalizado de acordo com as necessidades, além de toda a segurança que uma empresa com mais de 25 anos de sólidos negócios pode oferecer.

Na OK Construções, com uma entrada negociável a partir de 30%, você pode adquirir um imóvel em condomínio já finalizado ou na planta – com parcelas flexíveis até a entrega das chaves – e saldo em até 180 meses, com juros de apenas 0,7% ao mês (+ INPC).

Nossos planos são personalizáveis para se adaptar melhor às necessidades de sua família. Venha nos visitar e traga sua proposta!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...