Decora fácil: Dicas para decorar a casa!

decorar-a-casa

decorar-a-casa

 

Não sofra na hora de fazer mudança! Algumas dicas para ajudar você a não desperdiçar tempo nem dinheiro

Há os que adoram e os que detestam fazer mudança, mas entre todos há um consenso: é uma tarefa que exige organização e cuidado para não se perder tempo nem dinheiro. Mais que encaixotar os pertences e delegar funções, é preciso observar alguns pontos para não esquecer nada nem carregar objetos que podem ser descartados.

Organização é a palavra-chave para evitar dor de cabeça antes, durante e depois da mudança de casa. Por isso, crie listas de tarefas e itens para lhe acompanhar todo o tempo. Para facilitar, confira nossa lista abaixo:

mudanca-de-casa

Planeje a disposição dos móveis e decoração na nova casa

Faça um mapa, mesmo que em forma de esboço, dos cômodos do novo lar e de como deverão ficar os móveis. Meça o que você já tem e veja os espaços disponíveis. Assim, você evita transportar um móvel que não será mais usado e já destinação correta a ele.

 

Encaixotando

Numere e organize as caixas por utilidade e/ou cômodos e etiquete cada caixa. Se puder especificar o conteúdo das caixas, melhor ainda! Por exemplo: “Quarto do João – roupas de cama”. Isso facilita na hora de distribuir as caixas na casa nova. Usar cores diferentes para cada cômodo também facilita o reconhecimento.

Roupas de cama da estação oposta, objetos de decoração e outros itens, como livros que não são tão utilizados, podem ser guardados antes.

Faça uma lista do que tem em cada caixa.

 

Pratique o desapego

Não há necessidade de se guardar roupas ou sapatos que ninguém usará mais. A regra básica é: não foi usado em um ano, pode ser doado. Aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos quebrados, muito desgastados e que estão há muito tempo guardados, esperando um conserto que nunca foi realizado, também podem ser doados ou descartados corretamente.

 

Dê uma função a cobertas e bichos de pelúcia

Cobertores, edredons e pelúcias fofinhas são ótimos em fundos de caixas para proteger objetos mais frágeis, como luminárias e peças de decoração.

 

Cuidado com peças frágeis

Espelhos, vidros, cerâmicas etc. devem ser embalados um a um. Não economize no plástico bolha, no papel pardo e no papelão!

 

Escolhendo a transportadora

Busque referências com antecedência e desconfie dos preços muito baixos. Leia atentamente o contrato e certifique-se de que estará assegurado em caso de extravio de algum objeto. Acompanhe a carga e descarga do caminhão e coordene a colocação das caixas nos cômodos corretos.

 

Tenha um kit com itens de primeira necessidade

Separe o necessário para passar uma noite antes de conseguir desencaixotar tudo: uma muda de roupa para cada pessoa da família, além de toalhas de banho, pijamas e roupas de cama; comidas que não precisem de refrigeração nem de fogão para serem feitas; abridor de latas, pratos, copos, talheres; e produtos de higiene pessoal.

 

Desencaixotando

É hora de utilizar a lista que fez quando encaixotou e que vai auxiliar a colocar cada caixa no seu ambiente e a determinar a prioridade de cada uma.

 

Outras dicas importantes

– Consuma ou doe alimentos perecíveis antes de se mudar;

– Sempre que possível, guarde aparelhos eletrônicos nas caixas originais, juntamente com seus cabos e manuais;

– Se for desmontar armários, numere as partes e faça um desenho para facilitar a montagem e guarde parafusos e pinos em saquinhos bem presos a uma das partes;

– Coisas pequenas e leves, como lingeries, meias e bijuterias podem ficar nas gavetas, mas lembre-se de plastificar bem cada gaveta separadamente!

 

mudanca-de-casa

 

Por que os apartamentos pequenos são mais comuns?

“Tudo muda o tempo todo no mundo”, fala a canção. E isso diz respeito também às necessidades, aos gostos e aos sonhos das pessoas, e se reflete na criação de tendências, na disposição espacial e no modo como nos relacionamos com os outros e com os espaços. Essas mudanças também implicaram na arquitetura e a construção civil, que se adaptaram para comportar as necessidades das famílias, hoje mais próximas de apartamentos pequenos e práticos do que aqueles grandes e caros.

Por essa razão podemos afirmar que os apartamentos diminuíram com o passar dos anos porque as famílias diminuíram, assim como a rotina dessas famílias mudou. Além disso, já somamos mais de sete bilhões de pessoas no mundo e é preciso repensar a ocupação dos espaços para que o mundo não entre em colapso em breve.

Hoje, as pessoas prezam por funcionalidade, mobilidade, ambientes compartilhados e melhor aproveitamento dos espaços. Há alguns anos, apenas o “pai de família” passava o dia trabalhando fora, hoje, o casal e as crianças estão atarefados na maior parte do dia, e o convívio dentro de casa se resume a algumas horas. Segundo o IBGE, o número de filhos por casal caiu de 5,5 para menos de 2 em 50 anos. Os jovens já não esperam mais pelo casamento para sair de casa, aumentando o número de gente que mora só e não havendo razão para tantos quartos em um apartamento.

apartamentos-pequenos

Veja o que mudou para criar apartamentos pequenos

 

Número de quartos 

Com famílias menores, apartamentos de dois ou três dormitórios acomodam todos os moradores com conforto e sem desperdício de espaço. O tradicional quarto de hóspedes também já não é mais necessário.

Escritório / home office 

Em tempos de computadores compactos, tablets e e-readers, não há mais a necessidade de se ostentar inúmeros volumes de enciclopédias e livros de consulta em uma biblioteca ou escritório doméstico, e esses espaços se transformaram em práticos home offices, que muitas vezes são apenas um cantinho na sala.

 Dependência de empregada 

O aumento da categoria diarista fez com que o número de empregados domésticos que dormem no emprego passasse de 22% em 1994 para apenas 2% em 2014 – de acordo com o Dieese. Assim, não há mais razão para dependências de empregada nas novas construções.

Banheiro e cozinha 

Estrutura tradicional em banheiros antigos, o bidê foi trocado pela ducha higiênica, e o alto custo de materiais de acabamento, como revestimento, louças e metais, fez com que os banheiros ficassem menores e mais funcionais. O custo elevado do acabamento e dos encanamentos também é um dos motivos da diminuição das cozinhas. Alguns móveis antes importantes, como uma grande mesa ou muitos armários para toda a família, já não têm mais função.

Conceito aberto 

Se o tempo de convívio familiar diminuiu, aproveitar ao máximo essas horas é muito importante. Desse modo, ambientes conjugados, que integram cozinha e salas, por exemplo, permitem que as pessoas estejam próximas mesmo realizando diferentes atividades no lar. As paredes caíram, dando lugar a espaços compactos e agregadores.

Condomínio 

Se, por um lado, os apartamentos diminuíram, os condomínios cresceram, suprindo muitas necessidades de lazer e convívio, com estruturas e ambientes para pessoas de diferentes idades. É comum encontrar lounges, playgrounds, salões de festa, academias, piscinas, brinquedotecas e jardins, em um único condomínio.

 

apartamentos-pequenos

Apartamentos adequados a sua necessidade

Agora que ficou claro porque os apartamentos diminuíram é importante encontrar um que se adeque às suas necessidades. Os apartamentos do  Residencial Villa de Areias contam com 2 dormitórios e uma infraestrutura no condomínio que valoriza o convívios.

 

apartamentos-pequenos

Quer facilidade e segurança? Conheça o financiamento direto da OK Construções

É cada vez maior a oferta de financiamento de imóveis por bancos e financeiras, no entanto, mesmo com mudanças implantadas pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) em 2016 que incluíram novas categorias de compradores nas linhas de crédito da Caixa Econômica Federal, há um número crescente de pessoas que preferem negociar diretamente com a construtora, principalmente para fugir dos prazos e da burocracia dos financiamentos bancários.

 

POR QUE FINANCIAR DIRETAMENTE COM A CONSTRUTORA?

Quem já possui imóvel próprio não pode financiar pelo SFI. Para essas pessoas, financiamentos com a construtora são especialmente atrativos, pois permitem a aquisição de bens para investimentos.

Além disso, as construtoras exigem menos pré-requisitos do comprador. Com menos exigência, o processo se torna mais rápido.

A flexibilidade das parcelas; a facilidade no pagamento, com entrada e parcelas de acordo com a necessidade de cada comprador; e saldo devedor com juros competitivos, pago em até 180 vezes, também são outros atrativos.

 

FINANCIAMENTO DIRETO COM A OK CONSTRUÇÕES

Quem deseja adquirir um imóvel na OK Construções conta com inúmeras facilidades, financiamento personalizado de acordo com as necessidades, além de toda a segurança que uma empresa com mais de 25 anos de sólidos negócios pode oferecer.

Na OK Construções, com uma entrada negociável a partir de 30%, você pode adquirir um imóvel em condomínio já finalizado ou na planta – com parcelas flexíveis até a entrega das chaves – e saldo em até 180 meses, com juros de apenas 0,7% ao mês (+ INPC).

Nossos planos são personalizáveis para se adaptar melhor às necessidades de sua família. Venha nos visitar e traga sua proposta!

Dicas de decoração para banheiros

Muitas vezes deixados em segundo plano, os banheiros acabam desprezados por muitos projetos de decoração. Hoje, mais do que otimizar as funções e trazer conforto, a tecnologia permite uso de materiais que há alguns anos eram impensáveis no ambiente, como a madeira.

Com as nossas dicas, você vai querer passar mais tempo no banheiro!

Materiais

Falando em madeira, seu uso deixou de ser restrito a armários aéreos. Balcões para pias, prateleiras e até paredes ou piso de madeira são uma excelente opção para deixar o ambiente mais aconchegante. Em ambientes úmidos, o ideal é optar por madeiras mais duras, como ipê, itaúba, peroba-rosa e sucupira, que são mais resistentes à água. Além disso, é fundamental que a madeira seja impermeabilizada e receba tratamento contra fungos e cupins.

Balcões laqueados são ótimos para banheiros. Produzidos em MDF, são mais leves que os de madeira maciça, e a pintura garante ótimo acabamento, lindas cores e fácil manutenção.

As bancadas de mármore, granito e vidro são clássicas e combinam com qualquer tipo de piso e revestimento. Assim como as de quartzo e silestone, materiais mais caros, mas também mais versáteis, pois permitem outras cores. E, quando o assunto é versatilidade, o corian é perfeito para quem deseja formas arredondadas.

 

Pisos

Quem gosta da elegância da madeira, mas não quer ousar tanto, há um grande número de pisos e porcelanatos próprios para banheiro que imitam perfeitamente a madeira.

Seja qual for a textura ou cor escolhida – lembre-se que cores claras dão sensação de amplitude –, é preciso escolher bem o tamanho das peças – peças grandes combinam com ambientes grandes e peças menores funcionam melhor em banheiros pequenos; e o tipo de acabamento: o ideal, principalmente para casas com crianças ou idosos, é que o piso seja antiderrapante, mas não muito poroso. Porcelanato pode ser usado em banheiros, mas opte por um tapete para evitar acidentes na saída do banho. Se você deseja dar um ar mais moderno à decoração, aposte em ladrilhos hidráulicos e cimento queimado.

 

Plantas

Banheiro não precisa ser um lugar sem graça. Se as louças são, grosso modo, brancas ou neutras, você pode dar vida ao ambiente usando plantas, basta que haja um pouco de luz natural e que seja arejado (em banheiros menos ventilados e claros, opte por suculentas e cactos). O ideal é escolher uma espécie mais resistente ao calor e cuidar para não regá-la demais, já que ela absorverá parte da umidade do lugar. Zamioculcas, avencas, miniespada de São Jorge e violetas se adaptam facilmente a banheiros.

 

Quadros

Fotos, pôsteres, reproduções de obra de arte e adesivos deixam banheiros mais personalizados e divertidos. Opte por molduras leves e de materiais resistentes à umidade e ao mofo, e use fita dupla-face para colar nas paredes ou apoie em nichos ou bancadas. Não há regras, brinque com diferentes estilos e cores para deixar o ambiente mais “a sua cara” e acolhedor.

 

Desconto para registro do primeiro imóvel: Saiba como funciona

Ao adquirir um imóvel, além do valor do bem – entrada e parcelas –, é importante calcular todos os impostos e taxas, que podem “pesar no bolso” se a compra não for bem planejada.

Os valores e obrigatoriedades costumam variar de acordo com as leis do município onde o imóvel está situado. Geralmente, os gastos são os seguintes:

Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)

Em média, 2% do valor total do imóvel devem ser pago ao município em qualquer transação “inter vivos”.

Escritura do imóvel

É o documento jurídico que traz todo o histórico do imóvel, onde se registram todas as transações já realizadas.

Registro do imóvel

Feito no Cartório de Registros de Imóveis, é o documento que dá propriedade legal do bem ao comprador.

Fundo de Reequipamento do Poder Judiciário (Funrejus)

A taxa de 0,2% serve para pagar as despesas do processo jurídico e administrativo.

Esses impostos e taxas, num imóvel entre R$250 e R$300 mil reais, somariam aproximadamente R$ 10 mil. Além desses, que são obrigatórios, há ainda a comissão do corretor ou taxa de corretagem, de 6%; e a Sati (Serviço de Assistência de Assessoria Jurídica Técnico Imobiliária), que é opcional e deve ser acordada entre as partes.

O que muitos compradores desconhecem – por haver pouca divulgação –, é que há uma lei federal (Lei 6.015, de 1973) que garante desconto de 50% no registro da escritura para quem compra seu primeiro imóvel através do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Para ter direito ao desconto, basta declarar por escrito que se trata de uma primeira compra pelo SFH no Cartório de Registro de Imóveis do município. Como as informações de registro são centralizadas, o próprio tabelião atesta a veracidade da declaração. Quem já foi proprietário de qualquer bem imóvel, mesmo que tenha recebido por doação ou herança, não tem direito ao desconto.

Caso o cartório se recuse a conceder o benefício – assegurado pela lei –, basta denunciar na Corregedoria Geral da Justiça através de do fórum do município.

 

Deixe sua casa com a cara do novo ano! Conheça as tendências de decoração para 2017

Se você gosta de estar na moda, por que não deixar sua casa também na moda? Você não precisa de grandes reformas para decorar os ambientes, com um pouco de criatividade e algumas pequenas mudanças, sua casa vai estar pronta para 2017.

Confira o que está em alta este ano!

Estilo industrial

O estilo industrial surgiu nos estúdios nova-iorquinos há algumas décadas, invadiu o mundo inteiro e vem ganhando força. Paredes com tijolo aparente, madeiras rústicas ou cimento queimado deixam um ar moderno e descolado. Tubulações aparentes e grandes luminárias complementam o ambiente.

Estilo escandinavo

Simples e sofisticado, o estilo escandinavo combina cores neutras e linhas retas com elementos de madeira e fibras naturais. Pontos de cor e objetos contrastantes colocados estrategicamente garantem personalidade.

Estilo orgânico

Misturando beleza e cuidados com o ambiente, esse estilo é marcado por materiais naturais, leves e fluidos. Os móveis de madeira (de demolição, preferencialmente), os tecidos de algodão, linho, junco e outras fibras naturais, e os tons terrosos dão sensação de aconchego.

Invista nas paredes

Depois do “boom” do mosaico de quadros e pôsteres, a aposta agora são os papéis de parede com padrões geométricos, que são modernos e futuristas, ou os papéis metalizados, mais sofisticados.

Flâmulas, bastidores bordados e tapeçaria ganham espaço nas paredes e devem representar o gosto e o estilo dos moradores.

Artesanato

Valorizar artistas locais, cores e materiais da terra está em alta e ainda ajuda a economia regional. Peças feitas a mão dão um toque de exclusividade nos ambientes. Você pode misturar arte da sua cidade com lembranças de viagens e fazer um cantinho cheio de boas memórias.

Cores

Além dos tons “industriais”, como o cinza e o preto, e dos tons naturais – bege, branco e marrom, por exemplo –, o verde está super em alta, em uma paleta que vai do verde-água ao verde-musgo, passando pelo Greenery (eleita pela Pantone como a cor de 2017).

Sua vez de decorar

 

Selecione suas tendências preferidas e comece hoje mesmo um projeto para deixar sua casa mais moderna e sofisticada. Qual dessas indicações têm mais a ver com a sua personalidade? Deixe seu comentário e compartilhe com outros leitores as suas dicas.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...