Confira dicas, informações e orientações para comprar seu primeiro imóvel

Financiamento direto com a construtora: Conheça as vantagens!

Recentemente, o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) divulgou mudanças importantes no financiamento de imóveis para atrair compradores que até então se encontravam fora das faixas atendidas pelos bancos e financiadoras. Ainda assim, há quem prefira outras opções mais personalizadas de crédito para aquisição de imóveis. Seja por já possuir outro imóvel, fato que impede o financiamento pelos bancos, por exemplo, seja pelas facilidades que somente a construtora pode oferecer.

post-financiamento-capaface

Conheça alguns benefícios de financiar seu imóvel diretamente com a construtora:

 

Menos exigências, mais agilidade

As financeiras e bancos costumam ter uma lista grande de pré-requisitos que devem ser cumpridos pelo comprador, e isso atrasa a concessão de crédito. Entre outras vantagens, a OK Construções oferece financiamentos sem consultas aos serviços de proteção ao crédito – Serasa e SPC.

 

Pagamento facilitado

Na OK Construções, oferecemos flexibilização no pagamento da entrada e negociamos o saldo devedor; seu imóvel pode ser financiado em até 180 parcelas. Além disso, ouvimos suas propostas e estudamos todas as possibilidades para que a compra do seu imóvel seja um processo seguro e sem incômodo.

 

Juros competitivos

Com menos atravessadores e burocracia, as construtoras podem oferecer menores juros, fazendo com que o valor final do imóvel fique abaixo do preço de mercado. Na OK Construções, os juros para financiamento direto são de 0,7% INPC/mês.

Venha conhecer nossos imóveis e opções de financiamento! Aguardamos sua visita!

 

post-financiamento-vila

post-financiamento-trevi

 

E-BOOK GRATUITO, BAIXE AGORA!

Reaproveitamento da água da chuva na construção civil

Em Florianópolis o Projeto de Lei Complementar nº 1.231/2013, que prevê a obrigatoriedade do reuso de água da chuva para todas as novas edificações comerciais e residenciais, com área acima de 200 m², aguarda a regulamentação junto à Prefeitura. Essa medida é um passo importante para formalizar um hábito essencial na preservação de um dos recursos mais preciosos da natureza, e também para gerar economia direta, que pode chegar a 30% nos valores gastos com água em condomínios residenciais, por exemplo. No entanto, enquanto o modelo de lei não se expande a outros municípios, é importante que as construtoras tenham noção do quanto essa medida de baixa complexidade faz diferença. Com aplicação versátil, a água a chuva captada nos empreendimentos pode ser usada tanto nas áreas comuns, para irrigar jardins ou lavar garagens e calçadas, e até mesmo para descarga dos banheiros.

Na OK Construções, a preocupação com a captação e reúso da água da chuva já existe e está no projeto dos três últimos empreendimentos lançados. Nos dois primeiros condomínios residenciais em que incluímos no projeto a captação da água da chuva, utilizamos o sistema de bombeamento. Já no Vila de Areias, empreendimento com prazo de entrega final da terceira das três torres para 2018, o sistema utilizado é ainda mais moderno, por gravidade, que também gera economia de energia elétrica. Em nenhum dos projetos, a implantação de equipamentos para o reúso da água da chuva teve valor significativo a ponto de aumentar o valor da obra, não houve necessidade de repasse de valores ao CUB.

Acreditamos que cabe ao setor da construção civil dar um passo voluntário rumo à preservação do meio ambiente, mesmo sem obrigatoriedade de leis como as que já são vigentes em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, onde já há legislação específica para projetos de captação de água da chuva. Em breve, Florianópolis também fará parte dessa lista de cidades que se preocupam com o meio ambiente e trabalhamos para incluir São José nesse grupo.

postblog-ok-aproveitamentoagua-banner

e-BOOK GRATUITO, BAIXE AGORA!

 

Como utilizar o FGTS na compra de imóveis

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um abono pago pelos empregadores aos trabalhadores com carteira assinada em regime da CLT, depositado na Caixa Econômica Federal em uma conta aberta automaticamente ao firmar o contrato de trabalho. Esse fundo foi instituído na década de 1960 para servir de reserva monetária aos trabalhadores e fomentar o financiamento de habitações e obras, como saneamento básico e infraestrutura, por exemplo.

Para utilizar o FGTS na compra de imóvel, é necessário cumprir as seguintes condições:

– Ter carteira assinada por, no mínimo, três anos, que não precisam ser contínuos;

– Não ter nenhum financiamento ativo pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH);

– Não possuir imóvel residencial no município em que pretende adquirir um novo, mesmo que seja fruto de herança;

– Trabalhar e/ou já morar na cidade do imóvel que será comprado com o FGTS.

A documentação necessária serve para comprovar que o futuro comprador atende aos requisitos para efetuar a transação. São eles: Carteira de trabalho, RG, CPF, certidão de nascimento (ou casamento, se for casado), além de matrícula e cópia do IPTU do imóvel que pretende adquirir. Um agente financeiro poderá orientá-lo melhor sobre como obter os documentos e qual a validade de cada.

Ao buscar um agente financeiro – que são, maiormente, bancos e companhias de crédito imobiliário – é preciso ter atenção para não perder tempo, pois nem todos os bancos operam com FGTS. É preciso conhecer e confiar no agente financeiro, pois é ele quem faz a transação – do pedido à CEF ao saque do FGTS. Ou seja: o comprador não tem acesso ao dinheiro “vivo” do Fundo de Garantia, ele passa diretamente da Caixa ao vendedor.

O processo de compra de um imóvel leva, normalmente, de 60 a 90 dias, no entanto, do pedido de retirada do FGTS ao saque, leva-se em torno de uma semana.

Um dos benefícios de quem deseja sacar o FGTS é que mesmo pessoas endividadas, com nome no Serasa ou no SPC, podem utilizar o Fundo para compra de imóveis. Além disso, é possível sacar apenas parte do FGTS, ou seja, o comprador especifica quanto dinheiro pretende utilizar, e o restante continuará na conta, rendendo.

Qualquer imóvel financiado pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) pode ser adquirido com uso do FGTS, desde que esteja dentro do limite das regras do Sistema. Ou seja, você não poderá sacar o Fundo de Garantia, nem parte dele, se o imóvel custar mais que o permitido na sua linha de crédito. O imóvel comprado com o FGTS deve, entretanto, ser destinado à moradia do comprador/trabalhador. Transações de investimento – visando venda futura, por exemplo –, não são contempladas. É importante salientar que, caso o imóvel atenda a todos os critérios, o Fundo de Garantia pode ser utilizado não somente para dar entrada no financiamento, como pode ser sacado para pagar prestações e amortizar a dívida e/ou quitar o saldo devedor.

 

e-BOOK GRATUITO, BAIXE AGORA!

 

Mudanças no financiamento habitacional prometem reaquecer o setor imobiliário

Após um período de recessão, o mercado imobiliário, enfim acena uma retomada de crescimento. Algumas alterações nas linhas de financiamento devem ser lançadas ainda este ano. No último mês, a Caixa Econômica Federal anunciou uma mudança significativa no financiamento pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) para imóveis acima de R$ 650 mil.

Agora, os compradores podem financiar até 80% do valor do imóvel – antes o máximo era 70%. O valor máximo do empreendimento passou de R$ 1,5 milhão para R$ 3 milhões. As medidas visam aquecer o mercado, atraindo um nicho de compradores de imóveis de alto padrão. Para vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antonio de Souza, essas medidas pretendem favorecer o setor da construção civil, gerando empregos e renda e beneficiar o País.

De acordo com o presidente do Sindicato da Habitação da Grande Florianópolis, Fernando Willrich, essas medidas devem animar o empresariado e fomentar investimentos na área. Willrich acredita que a faixa de crédito – acima de 650 mil reais, vai atrair um público que tem poder de compra, mas até então era esquecido pelas linhas de financiamento. Para muitos investidores, esta é a hora de investir em imóveis, pois, com a retração do setor em 2015, quando o mercado reaquecer, a valorização dos imóveis será bastante significativa.

e-BOOK GRATUITO, BAIXE AGORA!

 

Quero investir em imóveis. 5 passos para você começar

Quer investir em imóvel e não sabe como começar?

Para se começar a investir em imóveis é preciso, primeiramente, acabar com o mito de que é preciso saber investir ou aplicar muito dinheiro. Hoje existem diferentes opções de imóveis e uma grande demanda (tanto para compra quanto para aluguéis) que fazem deste um mercado bastante democrático e lucrativo.

 

Compre imóvel na planta!

Além do menor valor em relação ao imóvel pronto, as construtoras costumam oferecer condições de pagamento bastante interessantes, como entrada parcelada e outras facilidades. E você ainda tem mais opções para escolher o melhor apartamento.

 

Pesquise a construtora!

Busque referências na internet, saiba se os clientes estão satisfeitos com a empresa com o pré e pós-venda, pesquise se existe alguma reclamação no Procon ou processo judicial, enfim, só feche negócio depois de estabelecer confiança com a construtora.

 

Faça as contas!

Atualmente, graças às condições facilitadas, não é mais necessário guardar grandes quantias antes de dar entrada em um imóvel. O importante é você saber exatamente o quanto tem para realizar a transação, calcular todos os juros e taxas extras e em quanto tempo deseja cobrir o investimento e começar a lucrar.

 

Conheça o mercado!

Citando um exemplo, se a demanda do mercado é por apartamentos de dois quartos e uma vaga de garagem em uma região mais afastada do centro da cidade, você deve buscar por imóveis desse tipo, assim, as chances de lucro são maiores.

 

Considere investir para locação e não para revenda!

Mais uma vez, é importante que você faça as contas do quanto investiu e em quanto tempo pretende reaver o investimento e lucrar. É comum as pessoas pensarem em vender o imóvel assim que ele fica pronto (no caso dos adquiridos na planta) ou tem alguma valorização, e nem sempre consideram que deixar o imóvel para locação pode ser uma segura fonte de renda-extra.

 

Seja para investir ou para morar, conheça nossos imóveis e condições!

e-BOOK GRATUITO, BAIXE AGORA!

 

Quem casa quer casa! O que considerar desde a escolha do imóvel até o financiamento

Em meio aos preparativos para a cerimônia e a festa de casamento, um dos maiores desejos dos recém-casados é um imóvel novo, um lugar que tenha a cara do casal, que possam chamar de lar desde o primeiro dia da nova vida a dois.
Ter uma casa (ou apartamento) própria aumenta a sensação de estabilidade e compromisso do novo casal, mas essa vontade não pode se tornar um peso. Para que o sonho não se transforme em pesadelo, é preciso tomar alguns cuidados.

Você pode conseguir o crédito antes de escolher o imóvel: Muita gente não sabe que é possível entrar com pedido de crédito no banco antes de escolher o imóvel. As cartas de crédito têm validade mínima, em geral, de três meses.
Compare os benefícios oferecidos pelos bancos e financeiras: Nem sempre os financiamentos mais populares são os mais vantajosos para vocês, Conheça, pergunte, conversem com o gerente de cada instituição para saber qual linha de crédito adquirir.
Opte por sistema de prestações decrescentes: Os valores do financiamento pelo Sistema de Amortização Constante (SAC) chegam a ser 15% mais baixos que o sistema de prestações fixas.
Saiba que vocês podem incluir impostos e taxas no crédito: Vocês devem prever todos os gastos que terá além da entrada e do valor das parcelas – impostos, taxas, despesas contratuais – podem ser incluídos no valor final do financiamento.
Planeje o futuro em longo prazo: Filhos, carreiras, viagens, promoções… tudo deve ser levado em consideração antes de fechar negócio, para que não levem sustos nem precisem desviar muito dos planos.

O ideal é fazer do processo de compra de um imóvel um momento de união do casal. Aproveitem para conversar, escolher juntos cada detalhe, para que comecem a nova vida de forma segura, leve e divertida.

e-BOOK GRATUITO, BAIXE AGORA!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...